Saiba Mais

cute-dog-relaxing-home_23-2149392617.webp

Atenção para os sinais de câncer nos testículos de cães e gatos

Animais mais velhos merecem uma atenção especial. Principalmente, com relação a doenças cancerígenas e degenerativas. Aqueles em idade de risco (7-15 anos) estão suscetíveis a essa condição. A neoplasia testicular, mais conhecida como câncer no testículo, pode afetar cães e gatos independentemente da raça. Além da idade avançada, contribui para a proliferação desordenada de células testiculares, o chamado criptorquidismo

O diagnóstico de câncer no testículo é clínico: o veterinário faz a apalpação ou o exame de toque no pet. Desse modo, é possível detectar as alterações de tamanho e/ou formato, além de identificar se os testículos estão na bolsa escrotal. Uma vez feita a cirurgia, a recuperação do bicho é rápida — com 24 horas, ele já pode voltar à rotina. O combate à doença dificilmente é por quimioterapia, e o tumor raramente se espalha de um órgão para outro.

 
Tratamento
A remoção cirúrgica é o primeiro passo. Nesse caso, o animal é castrado. É preciso retirar a fonte do hormônio masculino, a testosterona. Se o câncer já tiver em um estágio adiantado, o procedimento é a ablação da bolsa escrotal, ou seja, a remoção completa.

Prevenção
Para o médico-veterinário Rafael de Souza, a melhor prevenção é a realização de exames de rotina. “É necessário o acompanhamento. Geralmente, é um problema que está associado com o avançar da idade. Quando o animal atinge a barreira dos 8 anos de idade, é bom fazer checapes periódicos, pelo menos uma ou duas vezes por ano.” A população canina mais acometida é de 7 a 15 anos de idade. Nessa fase da vida, é quando os processos degenerativos e neoplásicos começam a ocorrer. Outra maneira de prevenir é a castração do animal quando ele ainda for jovem — até 1 ano de idade. Desse modo, também é possível evitar tumores na próstata.

 
Fique de olho
Alguns sinais revelam o que pode ser um tumor no testículo do seu pet: Volume na região testicular, Volume na região abdominal, Hiperssexualidade, Irritação, Agressividade, Fertilidade alterada, Alto risco de torção do cordão espermático.